Do conflito entre o direito à produção de provas e o direito a não autoincriminação – nemo tenetur se detegere - no tocante às intervenções corporais.

Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Search DSpace


Advanced Search

Browse

My Account